Entre em contato conosco aqui
Tecnologia e Tendências

Não deixe sua ergonomia apenas no escritório!

Em nosso novo normal, muitos de nós trocamos as mesas de escritório por mesas de cozinha. E mesmo que os eventos globais nos levem de volta ao escritório, trabalhar de casa de alguma forma veio para ficar. O Dr. Mark Benden e Martha Parker, do Texas A&M University Ergo Center, têm muitas dicas e truques para aqueles que enfrentam os desafios de trabalhar em casa, tanto agora quanto em um futuro não tão distante.

No início do ano, quando muitos de nós deixamos de trabalhar no escritório todos os dias para trabalhar em casa com nossos filhos, parceiros, animais de estimação e colegas de quarto, a ergonomia era a última coisa em que pensávamos. Quando transformamos nossas mesas de cozinha ou sofás em nossas mesas improvisadas, não tínhamos ideia de que algumas semanas poderiam se transformar indefinidamente. Muitas empresas, como a Google e Uber, anunciaram que não voltarão ao escritório até meados de 2021, enquanto algumas até anunciaram que nunca voltarão aos modelos de escritório tradicionais que tinham anteriormente. Não é preciso dizer que trabalhar em casa veio para ficar. Seja trabalhando em casa o tempo todo ou apenas tendo as opções e flexibilidade para fazer isso, não há como escapar dessa nova normalidade em que vivemos. Isso significa que precisamos sair da fase de mesas e espaços de trabalho improvisados e começar a pensar de forma diferente sobre como trabalhar em casa.

“No seu trabalho, você pode se comparar a um atleta profissional”, diz o Dr. Mark Benden, chefe do departamento e professor associado, assim como o diretor do Ergo Center da Texas A&M University. “Para ter um alto desempenho, você precisa dos mesmos equipamentos e ferramentas de sempre. Você não gostaria de mudar isso ou ficar sem algo sempre que viajasse. Vale o mesmo para a sua profissão. Para manter o mesmo nível de desempenho, você deseja que a mudança seja contínua."

Essa integração é um tópico que exploramos no novo podcast do LINcast dividido em duas partes, foca nos desafios e oportunidades de se trabalhar em casa. Nossos escritórios e locais de trabalho foram aperfeiçoados para reduzir os riscos à saúde e ter maior segurança, garantir que sejamos o mais saudáveis e produtivos possível. Nossas casas são outra história. Neste episódio, o Dr. Benden e Martha Parker, gerente de projeto e ergonomista do Texas A&M Ergo Center, nos apresentam algumas descobertas exclusivas de uma série de estudos centrados em funcionários de escritório que passaram a trabalhar em casa Esses estudos foram os primeiros desse tipo, pois coletaram dados de software em uma escala muito grande, monitorando 120 tipos de métricas de mais de 40.000 funcionários de escritório por vários anos. Uma grande questão que todos se perguntam: “As pessoas que trabalham em casa podem ser tão eficazes quanto as que trabalham no escritório?”

“Após 45 dias, as pessoas voltaram ao seu nível normal de produtividade”, diz Parker. “O que isso significa para nós hoje é que você vai voltar para o ponto em que estava trabalhando, e pode fazer isso por um longo tempo”.

A boa notícia é que podemos fazer isso. Podemos ser igualmente eficazes em casa. Mas, para acelerar essa transição e garantir um nível contínuo de produtividade, é importante que tenhamos esse espaço dedicado em casa que replica o mesmo equipamento e configuração de nosso espaço de trabalho no escritório. É aqui que a ergonomia é ainda mais importante. Quando você se senta em uma cadeira da cozinha em seu novo ambiente de trabalho todos os dias, aparecerá novas dores e possíveis desafios à sua saúde por longos períodos de tempo. O estudo surpreendeu muitas pessoas, incluindo o Dr. Benden e Parker.

“O que aprendemos é que, do ponto de vista da atividade, as pessoas no escritório e as pessoas que trabalham remotamente em casa se movimentam aproximadamente a mesma quantidade, o que ainda é muito ruim. Eles não se movem muito.” Parker destaca.

Sabendo que podemos ser tão produtivos e nos movermos menos trabalhando de casa, faz sentido que muitas empresas estejam planejando manter alguma forma de flexibilidade no trabalho em casa no futuro, mesmo depois que o COVID-19 acabar. Mas a grande diferença é que no escritório sua saúde e bem-estar são monitorados pela sua empresa e órgãos reguladores como a OSHA (Administração de Segurança e Saúde Ocupacional), enquanto em casa você deve ser aquele a focar mais no seu bem-estar. Vamos mudar, tendemos a não nos preocupar com a ergonomia até que tenhamos dores nas costas, pescoço ou pulso. A segunda parte do podcast analisa o que você pode fazer para melhorar sua ergonomia enquanto trabalha em casa.

“É uma questão de ajuste”, diz Parker. “É o que se encaixa para você. Há algumas situações que você precisa observar. O posicionamento das pernas, apoio das costas, apoios de braços. A largura da cadeira. Todos esses detalhes precisam ser analisados se servem para você, então sim, podemos trabalhar em como a sua cadeira e mesa interagem na altura."

O Dr. Benden sugere ter o mesmo teclado, mesmo mouse e mesmo monitor que você tem no escritório para manter a perfeição de que falamos. Mas você também irá precisar de uma docking station e outras coisas que mantenham sua cabeça e pescoço alinhados enquanto você trabalha.

“A distância até o monitor é muito importante. Então, nos deparamos com várias coisas como monitores que causam problemas para as pessoas tanto no escritório quanto em no seu home office. A altura é o primeiro item ... depois de ficar sentado por tanto tempo, no final do dia você começa a "afundar" e a ficar com uma má postura na cadeira. Achamos que é a gravidade nos sugando, puxando-nos para baixo. Porém o monitor normalmente está muito alto. Eu simplesmente não corro mais dessas situações, exceto talvez com Shaquille O'Neal, quando o monitor está muito baixo. Eles tendem a ser muito altos, configurados muito altos. Então, abaixe o monitor. ”

Uma das maiores coisas que eles acreditam que você precisa se concentrar é permanecer ativo e em movimento. Você não quer se sentar ou ficar na mesma posição o dia todo. Embora tenhamos a tendência de nos mover em casa da mesma forma que no trabalho, como disse Parker, ainda não é o suficiente. Na verdade, eles sugerem seguir a métrica 20-8-2. Onde você se senta por 20 minutos, fica em pé por 8 minutos e caminha ou se movimente por 2 minutos. Talvez você atenda a teleconferência enquanto caminha do lado de fora e toma um pouco de ar fresco. Pode fazer maravilhas pela sua criatividade e concentração, mas também pela sua saúde física e mental.

Faça seus funcionários serem ativos e saudáveis durante todo o dia
 

O Dr. Benden disse bem, “O que as pessoas devem lembrar é que a melhor posição em que você pode se sentar para trabalhar de frente para o seu computador é a ergonômica. Portanto, a posição ideal vem com todo o conceito de mudança ... Esse é o ingrediente secreto. Isso é o que é bom para todos nós, é a transição para a mudança. ”

Você pode aprender tudo sobre os resultados do estudo abrangente sobre como trabalhar em casa na parte um da discussão com o Dr. Benden e Parker, ou obter todas as dicas e truques para sua saúde e bem-estar na parte dois.

 

Tem uma pergunta?

- Nossa equipe está pronta para ajudá-lo com informações técnicas, como iniciar um projeto e muito mais.