Como uma placa de circuito impresso (PCB) funciona em um atuador industrial

Aqui você pode encontrar informações sobre placas de circuito impresso (PCBs) e suas funcionalidades relacionadas ao desempenho do atuador linear industrial da LINAK. Conheça as funcionalidades que as placas de circuito impresso (PCBs) com controladores integrados e comunicação BUS tem em comum.

Entenda como o posicionamento, partida e parada suaves de um atuador são controlados. Como a medição da corrente e da temperatura podem proteger o atuador e o maquinário industrial aonde ele está montado. Saiba mais sobre a proteção EMC (compatibilidade eletromagnética) e a funcionalidade básica de uma ponte H. Hunter Stephenson, explica todos os aspectos essenciais neste vídeo.

Uma das coisas mais importantes a saber sobre um atuador é a sua posição. A posição física de um atuador linear controlado por PCB (placa de circuito impresso) é baseada em sensores de efeito Hall, contando o número de pulsos por rotação do fuso.

O coração do nosso controlador integrado é uma ponte H, que simplesmente controla o movimento de entrada/saída de um atuador, ativando dois transistores para fazer com que a corrente passe diagonalmente pela conexão do motor. Esses transistores substituem a funcionalidade dos interruptores/relés mecânicos. Para a máxima capacidade de travamento automático do seu atuador, o motor deve estar em curto quando não estiver em movimento.

Vários recursos de PCB (placa de circuito impresso), operando com um atuador industrial LINAK, ajudam a proteger o maquinário. Um sinal similar ao de batimento cardíaco garante que os componentes eletrônicos estejam funcionando adequadamente e a funcionalidade de partida suave/parada suave reduz a tensão mecânica no maquinário e no atuador. Essa função é controlada pela aceleração de um sinal de controle de motor PWM e funciona da mesma maneira que liberar gradualmente a embreagem em um carro.

A medição de corrente e temperatura protege os componentes eletrônicos da PCB (placa de circuito impresso) e ajuda a garantir um desempenho confiável do atuador. Um microcontrolador mede a corrente que flui através da ponte H e desliga a energia se a corrente exceder um nível predefinido. Os sensores monitoram a temperatura da ponte H e a temperatura ambiente dentro do alojamento do atuador e param a operação antes que o calor atinja níveis prejudiciais.

Para proteção EMC, o PCB (placa de circuito impresso) do atuador possui uma funcionalidade de descarga de carga e uma proteção de polaridade. O nível de descarga de carga para atuadores industriais LINAK é predefinido para 45 volts. Se um pico de voltagem ultrapassar esse nível, o PCB (placa de circuito impresso) será desligado. A proteção de polaridade garante que o atuador não seja danificado caso os fios da fonte de alimentação sejam conectados incorretamente.

Qualquer dúvida sobre os PCBs (placas de circuito impresso) para atuadores lineares elétricos industriais, entre em contato com o seu distribuidor LINAK .


Três tipos de PCBs (placas de circuito impresso) para atuadores industriais LINAK

  • PCB (placa de circuito impresso) simples: Compõe o atuador de entrada e saída, incluindo saídas de fim de curso e algumas opções de feedback
  • IC PCB (w. Controlador Integrado): Possui uma ponte H para uma ampla gama de saídas de feedback configuráveis e configurações de desempenho, bem como monitoramento e unidade paralela
  • BUS PCB: Suporta os mesmos recursos que o IC PCB. Funciona para protocolos CAN bus, LINbus e Modbus.

Tem uma pergunta sobre a tecnologia de atuadores elétricos?

- Nós não somos profetas. Mas somos especialistas em tecnologia de atuadores. Sinta-se à vontade para perguntar o que quiser sobre isso.

Inscreva-se para receber notícias da LINAK

Mantenha-se informado sobre como a tecnologia de atuadores lineares seguem as tendências de hoje e atende aos desafios globais do futuro.